O curso de Odontologia da Faculdade de Ilhéus realizou a primeira cirurgia resultante do projeto de atendimento a pacientes com fissura labial/palatina, serviço pioneiro na região sul e extremo sul da Bahia. O procedimento ocorreu no Hospital Manoel Novaes, em Itabuna, dia 09 de agosto, que mantém convênio com a instituição de ensino superior.

Faculdade de Ilhéus realiza a primeira cirurgia do projeto de atendimento a pacientes com fissura labiopalatina 1

O anestesista Paulo de Tarso, as estudantes Larissa Emily e Iana Midlej e o Prof. David Moreira. Foto: Ascom-Faculdade de Ilhéus.

A primeira paciente foi K.A.S.O, de 2 anos, da cidade de Itajuípe, submetida a uma palatoplastia realizada pelo cirurgião dentista bucomaxilofacial, David Moreira, acompanhado pelo anestesista Paulo de Tarso. O projeto conta a colaboração gerencial das estudantes do 8º semestre do curso de Odontologia, Larissa Emily e Iana Midlej, sob a orientação e supervisão do professor David Moreira.

Segundo o coordenador do curso, Fábio Silveira, o principal objetivo do projeto é restabelecer não só a estética, mas a autoestima dos pacientes, além de corrigir problemas na fala ou na ingestão de alimentos que possam causar algum constrangimento. Silveira informa ainda que o projeto abrange municípios como Ilhéus, Itabuna, Camacã, Canavieiras, Itajuípe, Itororó, Uruçuca, Itacaré, entre outros.

De acordo com o professor David Moreira, coordenador do projeto, este é um momento mágico do curso de Odontologia. “Foi a realização de um sonho, pois esse serviço na Bahia é realizado pela UFBA (Universidade Federal da Bahia) e agora também pela Faculdade de Ilhéus. Gostaria de dividir com todos essa realização e o momento de enorme satisfação para nosso curso”, comemorou o professor juntamente com os alunos.

O Projeto de Extensão Fissurados, aprovado pelo Núcleo de Iniciação Cientifica Pesquisa e Extensão (NICPEX), da Faculdade de Ilhéus, em 2018, promove atendimento especializado odontológico, e cirúrgico, a adultos e crianças com fissuras labiopalatinas, e mantém ações conveniadas com hospitais de Ilhéus e Itabuna.

Na oportunidade, o professor David Moreira agradeceu a todos os envolvidos na equipe, à direção da Faculdade e aos membros do NICPEX, por acreditarem no projeto, aos demais docentes e alunos. Ele acrescenta que há mais três cirurgias agendadas para este mês e adiantou que, a partir de agora, será intensificado o processo de interdisciplinaridade com os cursos da área de saúde – Nutrição, Enfermagem e Psicologia – a fim de aprimorar a necessária assistência a esses pacientes.

A fissura labial é a separação do lábio superior em duas partes, algo que atinge um em cada 550 bebês no Brasil. Tal como a fissura palatina, a fissura labial é causada pela junção inadequada dos dois lados da face quando o bebê ainda está no útero. Embora ninguém saiba ao certo o porquê desta deficiência, ela tende a ser hereditária. A fissura palatina ocorre quando há uma abertura direta entre o palato, ou céu da boca, e a base do nariz.

Os pacientes que procuram esse tipo de cirurgia devem manter contato com a Clínica de Odontologia da Faculdade de Ilhéus, pelo telefone (73)3201.1720, para agendamento. O atendimento acontece às sextas-feiras, pela manhã, das 8 às 11h30min, quando é feito o exame clínico, pedidos de exames complementares e procedimentos odontológicos necessários para a realização das cirurgias, que são totalmente gratuitas.